quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Minha questão de PESO

Fiquei um pouco desligada do blog, mas prometo que volto com toda força!

A questão de peso de hoje é realmente o meu peso. Por incrível que pareça, há uns três anos quando estava na faculdade cheguei a pesar 86kg, o meu auge de gordura. Tenho 1,64m de altura e quero chegar na meta de 61kg. Realmente não sei como isso aconteceu, minha compulsão, vazio interior, ansiedade louca, me deixaram assim descuidada. Não suportava mais e fui para o Vigilantes do Peso fazer a dieta dos pontos. Deu certo, emagreci 21kg no período de um ano. Fiquei com 65 kg e muito feliz. Estava quase lá!

Passou o tempo e o efeito sanfona voltou a me dominar. Emagreci, engordei, emagreci de novo e mais uma vez, cheguei aos 78kg hoje. Não sei o que acontece comigo, porém o que mais gosto nessa vida é de comer. Mas, não sei distinguir o ponto de quando como por prazer ou quando como para preencher o vazio, até para me punir. Agora, estou fazendo reeducação alimentar com uma nutricionista (que é ótima, quem quiser eu passo o telefone) e está mais dificil do que eu esperava.

Falta aquela força de vontade, acredito que é por causa da baixa auto-estima. Nos finais de semana me arrebento de tanto comer. Às vezes, tenho medo de passar fome e me descontrolo frente a um prato de comida. Quando me dei conta já era, papei mais do que devia.

É engraçado pensar como uma pessoa gorda, pois a coisa melhor que tem é emagrecer, o pior é como fazer para isso ocorrer. A sociedade exige a magreza, mas é toda voltada para a obesidade. Por exemplo, os compromissos sociais são em grande maioria todos “programas barriga”, os fast-foods, os supermercados, a crianças têm que ser gordinhas para ter sinal de saúde, mas quando crescem não sabem se alimentar saudavelmente, além dos produtos lights que são absurdamente mais caros, o que foi ótimo para a indústria alimentícia, e muitos outros exemplos que nos tornam escravos do peso.

Entender o que se passa na mente de quem precisa emagrecer é fácil, o necessário é executar essas ações. Então, sou refém dos alimentos calóricos, dos compromissos sociais que me agradam e principalemente da minha própria angústia e fragilidade diante da complusão pela comida. Isso irá mudar, tenho certeza. Mas, tem que começar por aqui, por mim e por você. É você mesmo: que sabe das minhas fraquezas e ainda me convida para jantar!
Fantástico:
video

quarta-feira, 19 de setembro de 2007


Uma homenagem às mulheres:

Por que Eva comeu a maçã?

No princípio, Eva não quis comer a maçã.
- Come - disse a serpente - e serás como os anjos!
- Não - respondeu Eva.
- Terás o conhecimento do Bem e do Mal - insistiu a víbora.
- Não!
- Serás imortal.
- Não!
- Serás como Deus!
- Não, e não!
A serpente já estava desesperada e não sabia o que fazer para que a Eva comesse a maçã. Até que teve uma idéia.
Ofereceu-lhe novamente a fruta e disse:
- Ela emagrece.

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Questões de peso




Sempre tive vontade de escrever sobre este assunto: peso, dietas, compulsões alimentícias, culinária e temas afins.


Porque quem me conhece sabe muito bem a luta que tenho com este detalhe fundamental da vida de uma mulher. Desde que me entendo por adolescente vivo num efeito sanfona. Ora 10kg mais magra, ora 15 kg mais gorda. É difícil, mas ainda tenho esperança de acertar os ponteiros, e enquanto isso me delicio com o grande prazer de comer.


Ninguém entende, só mesmo quem está, o que passa na cabeça de uma pessoa com uns quilinhos acima do peso. Outro dia, fiquei arrasada, fomos na endocrinologista, eu e Vitor, e ela falou que tínhamos que terminar o relacionamento, simplesmente porque engordamos juntos. Mas, depois, comecei foi a rir.


As pessoas pensam que o gordo não pode ser feliz. Tudo bem, que todos os gordinhos do mundo devem querer emagrecer, mas isso não significa infelicidade, fracasso. Só uma mente obstinada pode pensar desse jeito. Por detrás do preconceito, existe um ser humano que é especial, que também tem qualidades além do "defeito" de ser gordo. Uma pessoa que pode oferecer valores e sentimentos que vão além do diets e lights da vida nos olhos de quem só pensa em emagrecer.


Não é para defender os gordinhos que escrevo. Mas, para refletir como o mundo hoje lida com esse problema que afeta milhares de pessoas. Obesidade traz riscos à saúde. O excesso é prejudicial, portanto, a neurose é pior ainda.


Hoje, na luta com balança, me delicio com um prato de feijoada, um pudim, sanduíches do Eddie, bolos, tortas, biscoitos, costelinha com canjiquinha, torresmo, lasanha, pão, e outras coisitas leves e depois de tudo isso, faço horas de caminhada, choro ao vestir uma roupa apertada, espremo minha barriga, enlouqueço com as celulites, penso que não vou comer novamente, mas.... Nunca arrependo na hora em que estou comendo!


Este é o problema! Amiga, se você me entende agora, vai gostar de quantas questões tenho para compartilhar com você!!!


Isso é só um pouquinho do montão de histórias! Aguarde e entenderá tudo sobre Questões de PESO!