quinta-feira, 21 de julho de 2011

Mais uma vez: recomeçar!


Uma nova fase se inicia na minha vida. O bom da vida é isso. Sempre é possível recomeçar. Confesso que fracassei totalmente na dieta, os 10 kg que perdi, reencontrei. O círculo vicioso da obesidade me persegue. Enfim, é preciso reconhecer a derrota, rever os erros, e caminhar novamente em busca da vitória. Vou voltar ao método que mais obtive sucesso: o vigilantes do peso. Nutricionista, nutróloga, nada funcionou, mas foi porque minha cabeça estava em outro lugar, e meu foco distante. Sei exatamente os motivos desse desvio de percurso. Ergo a cabeça mais uma vez, respiro fundo e continuo. Compartilho aqui o fracasso porque nem só de vitórias a gente vive.

Força e determinação preciso encontrá-las! Mudar o estilo de vida é muito difícil, mais ainda é dar o primeiro passo. Você que se identifica comigo, não desista! Vou conseguir e com certeza você também!

Sabe aquele velho texto de Drummond? Vamos nos inspirar:

Não importa aonde você parou...

Em que momento da vida você cansou...

O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar".

Recomeçar é dar uma chance a si mesmo...

É renovar as esperanças na vida e o mais importante...

Acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?

Foi aprendizado...

Chorou muito?

Foi limpeza da alma...

Ficou com raiva das pessoas?

Foi para perdoá-las um dia...

Sentiu-se só por diversas vezes?

É porque você fechou as portas até para os anjos...

Acreditou que tudo estava perdido?

Era o início da sua melhora...

Pois é...

Agora é hora de reiniciar...

De pensar na luz...

De encontrar prazer nas coisas mais simples de novo...

Que tal um novo emprego?

Um corte de cabelo arrojado...

Diferente?

Um novo curso...

Ou aquele velho desejo de aprender a pintar...

Desenhar...

Dominar o computador...

Ou qualquer outra coisa...

Olha quanto desafio...

Quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus, o esperando.

Está se sentindo sozinho?

Besteira...

Tem tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento"...

Tem tanta gente esperando apenas um sorriso seu para "chegar" perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza...

Nem nós mesmos nos suportamos...

Ficamos horríveis...

O mal humor vai comendo nosso fígado...

Até a boca fica amarga!

Recomeçar...

Hoje é um bom dia para começar novos desafios.

Onde você quer chegar?

Ir alto...

Sonhe alto...

Queira o melhor do melhor...

Queira coisas boas para a vida...

Pensando assim trazemos para nós aquilo que desejamos...

Se pensamos pequeno...

Coisas pequenas teremos...

Já se desejarmos fortemente o melhor e, principalmente, lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar na nossa vida.

E é o hoje o dia da faxina mental...

Joga fora tudo que te prende ao passado...

Ao mundinho de coisas tristes...

Fotos...

Peças de roupa, papel de bala...

Ingressos de cinema, bilhete de viagens...

E toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados...

Jogue tudo fora...

Mas, principalmente, esvazie seu coração...

Fique pronto para a vida...

Para um novo amor...

Lembre-se: somos apaixonáveis...

Somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes...

Afinal de contas...

Nós somos o "Amor".

"Sou do tamanho daquilo que vejo e não do tamanho da minha altura".

Carlos Drummond de Andrade

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Cirurgia Plástica: fatalidades acontecem, mas é preciso cuidado e atenção!

Ontem, dia 07 de julho, a servidora municipal Kátia Maciel Dias de Oliveira, 38 anos, morreu em Belo Horizonte após passar por um cirurgia plástica no abdômen e nos seios, numa Clínica na região sul da cidade. O fato é que ainda estão investigando a causa da morte, pode até ter sido uma fatalidade, mas nos chama atenção pelo fato de ter sido numa clínica que não tinha alvará sanitário e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) ter sido chamado para atendê-la quando ela teve a parada cardíaca.

Fato preocupante na história foi também o irmão de Kátia dizer que, depois de entrar à força na clínica, ficou espantado com o que aponta como problemas estruturais. "Ela pagou R$ 8,4 mil pela cirurgia e tomou a iniciativa. Se tivesse visto o local antes, jamais deixaria que ela seguisse com seus planos”, ele disse. De acordo com Fernando, ao tocar o corpo de sua irmã, percebeu que havia um profundo corte na cabeça dela, além das cicatrizes das intervenções cirúrgicas nos seios, abdômen e costas. Os médicos lhe disseram que ela sofreu uma parada cardíaca e caiu no banheiro, o que levou o empresário a registrar um boletim de ocorrência policial.

O final trágico para Kátia e sua família, nos serve de alerta nessas horas. Sem querer ofender à memória da paciente, ou difamar a clínica e o médico, este texto é só para chamar atenção de que a decisão em fazer uma cirurgia plástica não deve ser de uma hora pra outra. É preciso procurar o profissional certo, o lugar certo, se informar sobre os riscos e como minimizá-los.

Sempre que me mandam emails pedindo opinião, a todas indico operar em hospital. Por causa dos recursos e infraestrutura. No hospital, em caso de urgência, tem o CTI, tem o extremo controle da Anvisa, etc. Claro que qualquer fatalidade pode acontecer, mas pelo menos todos os recursos estarão disponíveis. Não sou profissional da área da Saúde e podem até discordar de mim, mas prefiro pecar pelo excesso. Pagar mais caro. Não sou contra as clínicas, deixo bem claro, até porque existem muitas clínicas boas, mas se mortes assim ocorrem em sua maioria nelas é sinal de que algo está errado, imperícias devem ocorrer com mais frequência.

Só tenho a desejar que Deus console esta família e que a investigação resulte em punição se for comprovado os verdadeiros responsáveis.