quinta-feira, 18 de junho de 2015

Passei dos 30, descobri a Fotografia!


Passei dos 30 intacta, ufa! E nem doeu! Entrei de cabeça nos 31 e a cada ano vou percebendo que ser uma balzaquiana é bem melhor do que pensava. Nesse período longe de escrever para o blog, muitas coisas aconteceram e o mais incrível foram as doses de auto-conhecimento que a maturidade ainda vem me trazendo.

Minha vida deu uma mudada brusca, aliás, eu mesma mudei, ou melhor, me descobri. Com a ajuda do coaching, percebi que muitas áreas da minha vida estavam deficitárias de atenção e decidi tomar a própria rédea dela. Foi aí que uma linda descoberta aconteceu: o amor pela fotografia. Quando fui pela primeira vez em Nova Iorque ano passado, realizei meu sonho de comprar minha primeira câmera DSLR na B&H. Desde então, a curiosidade e a vontade de aprender não me deixaram sossegada e no início deste ano me matriculei no curso completo da Escola de Imagem, de propriedade do fotógrafo Vinícius Matos, o qual já era fã do trabalho dele.

Agora, além de buscar alçar voos em outra profissão, a Fotografia tem sido terapêutica. Estou mais sensível, ligada às artes, interessada, estudando a estética, atenta a detalhes, preocupada com a composição e, acima de tudo, com o processo da pessoa ou do objeto que fotografo. Gosto de registrar o belo, guardar a memória, tocar as pessoas, transmitir o bem que a fotografia me proporciona e como eu vejo o mundo. Como sou jornalista, a Fotografia veio para me completar, gosto de casar texto com foto, contar uma história, registrar o momento para virar memória e, quem sabe de alguma forma, sensibilizar o próximo.

Estou tão apaixonada, tão envolvida, quero tanto aprimorar mais e mais, buscar prática e conhecimento e me preparar para um dia me tornar uma excelente fotógrafa, afinal a vida é feita de sonhos.   

Além da descoberta maravilhosa dessa arte encantadora, a idade também me trouxe uma vontade profunda de ser mãe. A maternidade começa a urgir no meu espírito cada dia mais e tenho buscado meu objetivo de emagrecer para enfim poder ter o nosso bebê. Estou na luta isso ninguém pode negar, daqui a pouco eu e Vitor seremos abençoados, na hora certa. Só posso dizer que a felicidade vem acompanhada de sonhos, desejos e, porque não, de luta. Algo muito simples, como tirar uma foto e suas diversas possibilidades, tem me feito extremamente feliz!