quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Feliz 2011!!!

Não vou perder o costume de me despedir do ano no blog.

Para encerrar este ano abençoado de 2010, deixo um poema do meu autor favorito, o autêntico mineiro, Carlos Drummond de Andrade:

Procuro uma alegria

uma mala vazia

do final de ano

e eis que tenho na mão

- flor do cotidiano -

é vôo de um pássaro

é uma canção.

(Dezembro de 1968)

E que venha 2011, melhor que 2010. Com muita alegria, força para superar os maus momentos, amadurecimento, garra para vencer os desafios, muita saúde, prosperidade, gentileza, paz e harmonia na família!!!

Feliz 2011!!!


terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Jesus nasceu!!!


O que mais gosto de fazer no natal é cantar no coral. As cantatas são muito lindas e sempre me emocionam e me fazem refletir sobre o nascimento de Cristo. Mesmo com a correria do final de ano e com as festas, não me esqueço do principal significado dessa data, justamente pela mensagem da cantata de natal.

Jesus nasceu, o nosso rei! Num lugar tão simples e tão improvisado, sem pompas de majestade. Deus quis assim! Como é maravilhoso pensar no significado de tudo que Jesus passou, começando pelo seu nascimento e terminando com a morte sofrida na cruz, mas com o milagre da ressurreição (vista primeiro por uma mulher)! Glória!

Eu tenho certo receio da data natal. Acho muito triste pelas condições em que passo, pois minha família foi muito abalada nessa época. Mas, a vida segue... Nós que ficamos temos que tocar o barco e, por isso, procuro antes de pensar em tristeza, entrar no espírito do Natal Cristão!

Esse espírito é lembrar com alegria que Jesus nasceu! Um bebezinho tão frágil, tão pobre, tão humilde, que se tornou o Salvador de muitas vidas. Então, desejo que neste natal Cristo possa nascer novamente no coração de cada pessoa renovando os laços de amor, experimentando o perdão, trazendo paz e alegria a todos! Feliz Natal!!!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Cuide bem das suas amizades

Obrigada Deus pelos meus verdadeiros amigos!!!

O final do ano se aproxima e as confraternizações vêm junto. É muito gostoso poder compartilhar esses momentos em clima de festa com os amigos. Outro dia recebi uma mensagem do Vitor dizendo que me amava e ao respondê-lo não quis colocar a simples palavra: eu também! Quis algo mais... Então, comecei a analisar o quanto os relacionamentos de hoje estão superficiais e como a verdadeira amizade e o verdadeiro amor pelas pessoas que nos cercam vão se restringindo a poucos. Isso é normal. Temos uma vida muito corrida, cheia de compromissos. O engraçado é que sempre arrumamos tempo para o nossos poucos amigos, principalmente para a família. Então, eles são prioridade.

Bom, o que realmente cheguei a concluir, foi o que eu já sabia, por mais óbvio que pareça é: que o amor é divino, gratuito, não tem explicação. Não é por acaso que a Bíblia define Deus sendo amor. Deixa eu explicar pela minha ótica: é natural que amemos nossos familiares, pelo laço de sangue, pela convivência. Amar o próximo é mais difícil, simplesmente porque somos muito diferentes e as diferenças gritam. É preciso um grande coração para conseguir amar quem não foi criado igual à você, não possui os mesmos valores, essas coisas. O amor transcende a tudo isso.

Por exemplo, acho muito difícil ter um verdadeiro amigo, por isso que a amizade sempre foi tão valorizada e mantemos poucos amigos sinceros. O primeiro deslize do seu amigo em relação à você, você já começa a pensar em deletá-lo literalmente da sua vida. E muitos assim fazem. Agora, os verdadeiros amigos, você simplesmente os ama. Eles podem pisar na bola com você, gera uma mágoa, mas você perdoa. Isso é bonito. Hoje ninguém precisa dar satisfação da própria vida pra ninguém, você seleciona quem vai compartilhar da sua intimidade. As amizades se põem à prova a todo instante, aí você conhece quem é seu amigo. Descarta os interesseiros, até porque eles se vão espontaneamente quando não precisam mais de você. Então, a maravilha do amor está aí, mesmo que a pessoa (amigo ou companheiro) falhe, esse sentimento já foi construído e concretizado. Você estará sempre ao lado de quem ama.

Eu morro de saudades das minha amigas. Tem épocas que estou mais ligada em umas, e as outras somem, mas sempre estamos juntas, faço questão nem que seja por um recadinho, um telefonema, um email. Procuro preservar isso. Elas têm lugar reservado no meu coração. A amizade sincera sempre estará presente nos maus momentos e nos bons. Não importa a distância e o meio. Eu dou muitas chances para as pessoas porque sempre olho o outro lado, minha amigas sabem disso, algumas me acham até boba demais em certas ocasiões. Quando eu vejo que não tem jeito, que não tem troca na amizade, tudo pesa... e pesado demais é definitivamente uma questão de peso que não suporto carregar!

Conclusão: dê valor nas suas amizades e cuide bem delas!