quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Mamoplastia Redutora e Amamentação


Neste mês de outubro completa seis anos da minha mamoplastia redutora pela Unimed. Neste período, engordei, emagreci, engordei novamente e meu corpo já mudou muito. Não me arrependo de ter feito a cirurgia, pois meu caso era grave, me trouxe mais qualidade de vida e auto-estima. Minha cicatriz é enorme, clareou, mas ficou bem perceptível. Eu lido bem com isso. O único problema foi os cistos que me causaram, tenho dois enormes, um em cada mama. Eles me incomodam bastante na época da menstruação. Consultei com uma mastologista e o fato era o que eu já esperava: não poderei amamentar. 

A médica me disse que quando engravidar vou ter que fazer uma mamografia para ver se afetou o canal da glândula, dependendo terei que usar sutiãs apertados para não estimular a produção do leite. Como estou me preparando para engravidar, ainda em processo de emagrecimento, não tenho uma data definida, essas questões me passam pela cabeça. Minha mãe não amamentou nem a mim nem a meu irmão, provavelmente, seria igual a ela. Não sei como vou me sentir quando tiver meu neném, mas já venho me preparando psicologicamente, afinal nem toda mulher é igual, né? Umas fazem questão de amamentar, outras não. É muito peculiar. 

Não poder amamentar pode ser com certeza um resultado da mamoplastia redutora, então, antes de optar pela cirurgia é importante pensar por esse lado. Muitos médicos dizem que não, mas cada organismo reage de um jeito, há uma probabilidade disso acontecer.

Quanto aos cistos, o jeito é acompanhar. Morro de tensão!!! Mas, Deus é Pai!
Quando ficar grávida conto para vocês esse processo. 

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

De volta!!!


Hoje é o dia recomeçar!!! Há um ano e dois meses fiz a última postagem deste blog, sobre o assunto que milhares de mulheres me escreveram, a mamoplastia redutora. Sempre tive vontade de retomar o blog, mas com a vida de casada e a profissional frenética deixei de lado. Somente a minha questão perturbadora de peso não me deixou. No primeiro ano de casada engordei 20 quilos. Não me pergunte como, eu não vi. Tapei meus olhos, deixei o tempo passar, cedi a todas as tentações, não acordei para a realidade e agora minha saúde urge por mudanças.

Estou pré-diabética e não posso engravidar com meu nível de glicose tentando as alturas. Mudança de vida é urgente. Correr atrás do prejuízo, de tudo que deixei passar. Muito fatores contribuíram para esse ganho de peso, como meu hipotireoidismo desregulado, uma pericardite aguda, intolerância à glicose, etc, mas só ajudaram, não são desculpas para a causa da obesidade, a ré sou eu mesma. Comi mesmo, não tratei minha compulsão alimentar e meu metabolismo foi o principal aliado. Cansei de viver no efeito sanfona e não é hora de reclamar, chorar as mágoas, enfim, é hora de recomeçar. Ou tudo ou nada. É meu futuro como mãe que está em jogo, o jogo mudou.

Já consegui eliminar oito quilos do meu maior peso. Muito devagar, mas é uma vitória. Por enquanto, não vou falar quanto estou pesando, quanto quero emagrecer, até porque não gosto dessa exposição. Isso estou fazendo no coaching (merece uma outra postagem). Só quero levar o blog como um incentivo, uma ferramenta motivadora de integração, batalha e troca de experiências. É bom estar de volta! Questões de Peso lá vamos nós!

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Mamoplastia Redutora - Post Final



Olá meninas! Depois que casei deixei o blog de lado. Estou mega sem tempo para escrever! O fato é que sempre recebo emails sobre a mamoplastia redutora e não tenho respondido. As razões são várias. Primeiro, já se passaram 5 anos da minha cirurgia, não sei se é o mesmo procedimento para conseguir na Unimed. Segundo, muitas respostas estão no meu próprio texto, é só ler tudo, acredito que expliquei bem.
O restante prefiro não comentar.

Ajudei muitas mulheres que assim como eu tinham o problema das mamas gigantes. Fico feliz por isso, muitas me escreveram agradecendo. Sinto que cumpri o meu objetivo.

Algumas querem o contato do meu cirurgião plástico, então anotem aí: Dr. Jorge Antônio de Menezes. Telefone: (31) 3291-4704

O que preciso dizer também é que minha cirurgia me proporcionou muitos cistos devido ao grande trauma. Vou consultar uma mastologista mês que vem, pois fazia controle somente com ginecologista. Senti a necessidade, pois eles começaram a doer. Se tiver alguma relevância, eu escrevo novamente contando.

Enfim, me desculpem as pessoas que não respondi. Continuarei respondendo as que tiveram problemas na cirurgia, como a necrose da aréola e rejeição de pontos, pois sei que o desespero é grande.


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Vida pós-casamento





Hora de recomeçar. Andei sumida, não escrevi para o blog, justamente no momento mais peculiar da minha vida que foi o casamento. Agora, por incentivo de familiares, principalmente da minha mãe, volto à labuta, às questões de peso.

Tenho tanta coisa pra contar, que preciso organizar as idéias. Vou começar pelo casamento. Nunca fui tão feliz e tão grata na minha vida! Deus realmente abençoa quem vai casar, quem vai começar uma nova família. Não tenho palavras para descrever os cuidados Dele comigo e com o Vitor.

Cada hora que entro na minha casinha, eu penso o que fiz para conseguir isso? E não tenho respostas. Tudo bem foi fruto do nosso trabalho, mas o plano inicial era morar de aluguel no apartamento da minha tia. Estávamos endividados e não tínhamos nem uma poupança. Como iríamos conseguir? Entregamos tudo nas mãos do Senhor. Foi a vontade Dele que prevaleceu. De repente, foram surgindo recursos. Pagamos as dívidas, demos entrada, pagamos os impostos, fizemos melhorias na casa, pagamos o casamento, enfim, tudo deu certo e hoje tenho um compromisso de 30 anos, mas pago o que é meu!

Recebemos tanto carinho dos amigos, da família, que realmente conhecemos quem nos quer muito bem! A cerimônia foi linda, perfeita! A expressão do nosso amor arrebatou o momento. Todos ficaram maravilhados e nós dois extasiados. A lua de mel então foi mágica! E agora no início da vida de casados está tudo caminhando conforme o que aprendemos e levamos para o nosso relacionamento. É tão gostoso você arrumar seu canto do seu jeito, ter a sua liberdade, seus compromissos, receber a família, os amigos. Casar faz bem para a saúde e para a alma!

A única dificuldade que estou tendo e dói muito é ficar longe dos meus cães! O Bono chega a chorar todas as noites a minha procura, a Bella fica desorientada. Sei que eles vão se acostumar e eu também, mas separar assim é muito difícil. Sem falar da falta da família, minha mãe, meu pai, meu irmão, meus avós. A fase de adaptação está sendo tranqüila pra mim, entre eu e o Vitor. A gente vai fazendo alguns ajustes, mas eu não me irrito com as manias dele e nem ele com as minhas, por enquanto. O que eu considero imprescindível é a comunicação entre o casal. Tivemos alguns problemas quanto a isso, mas já resolvemos. Tudo tem quer ser falado na hora, o outro não vai adivinhar seus pensamentos. Isso é óbvio e básico, mas quando estamos debaixo do mesmo teto fica mais evidente essa necessidade.


Enfim, sobre o peso, eu casei 10 kg mais magra, não consegui os 25kg necessários, mas fiquei e me senti linda do mesmo jeito. Tudo bem que já recuperei 7kg só nos dois primeiros meses. Como meu lema é recomeçar sempre, mais uma vez lá vou eu. Até porque a médica me proibiu de engravidar acima do peso, devido ao risco de diabetes, pressão alta, trombose, etc. Então, vamos lá! Vigilantes do peso em ação! No próximo texto vou contar como minha mãe emagreceu 35kg lá.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Olha eu aqui...


Não pretendo encerrar este ano sem voltar a escrever para o blog. Eu tinha uma meta de escrever sempre, mas não foi possível cumprir, pois logo no mês de maio minha vida virou de cabeça pra baixo quando meu avô teve um AVC hemorrágico gravíssimo. Foram dois meses de hospital, um sofrimento terrível, muita luta e oração. Como Deus é sempre maravilhoso hoje meu avô está em casa, amparado e se recuperando. Lógico que não será nunca a mesma coisa, pois ele já está com 87 anos, mas só de estar com ele todos os dias já é uma benção. Pra quem não sabe, eu sou muito apegada aos meus avós maternos, pois fui praticamente criada pelos dois, por isso fiquei muito abalada com tudo que passamos em família.

Logo isso no melhor ano da minha vida! Nem tudo é perfeito, mas esse ano não deixei sequer de experimentar a graça de Deus sobre tudo que realizo. Meu casamento já está na contagem regressiva e por isso também a correria. Sobre a questão de peso, consegui emagrecer 10 kg até agora, quero mais uns 5kg até o final do ano, não consegui mais porque passei maus bocados neste período de doença do meu avô e fiquei mega hiper ultra ansiosa.

Estou me preparando para começar uma vida a dois, independência, liberdade e grande responsabilidade. Nunca pensei ser tão gostosa essa fase. Tudo que fazemos e adquirimos, nós curtimos juntos.  Minha teoria e a das minhas amigas foi comprovada: Deus abençoa quem vai casar! - Gente, é muita benção, só experimentando essa fase mesmo para entender do que estou falando.

Meu coração está cheio de gratidão e repleto de amor. Todas as pessoas que te amam torcem por você e te ajudam da maneira mais inesperada possível. Até mesmo aquelas pessoas que você nunca espera te surpreendem.  Agora é curtir, agradecer e continuar na expectativa de que tudo dará certo, porque nada nem ninguém poderá estragar nossa felicidade, simplesmente porque Deus está conosco! E sai pra lá olho gordo, porque “gordura” é coisa do passado! rsrsrs

terça-feira, 3 de abril de 2012

Mamoplastia Redutora pelo plano de saúde




Muitas candidatas à cirurgia de redução de mama me escrevem perguntando como eu fiz para conseguir operar pelo convênio (Unimed). Como irá completar quatro anos em outubro da minha cirurgia, não sei se o procedimento continua o mesmo, mas vou explicar para quem quiser tentar.

Primeiro você tem que realmente precisar da cirurgia. Digo isso, porque não adianta ser por estética. As mamas têm que ser realmente grandes a ponto que prejudiquem a coluna. É bom também se informar bastante sobre os riscos da cirurgia e as complicações no pós-operatório, porque você vai ter no seu corpo duas cicatrizes, que podem ser enormes se baseadas no tamanho da mama, e você precisa lidar bem com isso. Após ter avaliado esses critérios, o próximo passo é procurar o seu cirurgião plástico, porque é fundamental pesquisar o profissional capacitado, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que irá te apoiar em todo o processo, desde o princípio.

Existem muitos médicos ainda que vão te desanimar a conseguir a cirurgia pelo convênio, pois eles não acreditam que o convênio irá liberar, ou então, querem ganhar dinheiro, fazendo particular. Meu médico, ao ver minhas mamas, falou que meu caso era só pelo convênio, confiei nele na hora.

O médico irá te dar a guia do convênio com o pedido da cirurgia, daí você precisa agendar uma perícia. Na época, eles não queriam nem agendar perícia, mas eu desligava e falava com outro atendente, não desisti. Deu certo.

No dia da perícia, eles pedem somente o laudo do ortopedista com a radiografia da coluna, comprovando o desvio causado pelo peso das mamas. Muitos ortopedistas também não acreditam que o peso das mamas pode provocar danos à coluna, então procure o profissional certo, que mais uma vez irá te apoiar.

Durante a perícia, que é realizada por um ortopedista e por um cirurgião plástico, eles irão te avaliar, medir as mamas, e perguntar o que você já fez para tratar o problema. Tipo RPG, exercícios, essas coisas. Eu realmente desabafei para os médicos, falando todos os problemas que tinha quando minhas mamas eram gigantes, logo depois, recebi a notícia que a Unimed tinha liberado.

Não tem segredo, é tudo muito simples e dentro da lei. Vale a pena tentar, pois você ainda opera em hospital, e não em clínica, portanto, vá à luta.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

O novo Vigilantes do Peso


O Vigilantes do Peso mudou pra melhor! Para conseguir minha meta de emagrecimento, na operação vestido branco, estou fazendo o programa Pro Pontos do Vigilantes. Com ele, todas as frutas da estação, de menos o abacate, são zero pontos. Ficou bem mais fácil de fazer e mais gostoso. Os alimentos passaram a ser avaliados pelo número de proteínas, carboidratos, gorduras totais e fibra alimentar, ao invés de calorias. O número de pro pontos que posso consumir no dia subiu de 26 para 31. Além disso, os pontos flex, para serem usados em caso de emergência, aumentaram para 49. Achei o máximo. Na minha primeira semana do novo programa, eliminei 1,2kg.

Quando você se exercita também gera mais pontos extras para consumir, mas o segredinho é poupá-los. Não estou fazendo propaganda do Vigilantes, mas é o método que mais obtive sucesso no emagrecimento. Sem remédios, só controlando e anotando tudo que como. Você tem opções mais saudáveis para se alimentar e se manter na cota diária. Por exemplo, ao invés de comer um pão francês com manteiga, posso comer duas fatias de pão integral light, mais três fatias de blanquet de peru com uma colher de sopa de requeijão light que dá praticamente a mesma quantidade de pontos e fico saciada por mais tempo. Colocando ele na sanduicheira, fica crocante e delicioso. Quando sentir fome antes das principais refeições é possível recorrer a uma fruta, zero pontos. Outra mudança que notei foi a opção de jantar, pois minha cota de pro pontos diária permite. Assim fica mais legal de fazer reeducação alimentar, você come mais alimentos saudáveis e não passa fome.

Alguns alimentos continuam sendo os vilões, como o refrigerante, a manteiga, até mesmo o pão francês que chega a 4 pro pontos. Você pode comê-los sem dúvida, mas gasta mais pontos, daí não compensa muito. Então, deixo para consumi-los quando tenho muita vontade e não diariamente.

A novidade também é uma calculadora poderosa. Conforme diz a minha orientadora, é igual a fórmula da coca-cola: ninguém sabe exatamente como funciona. Ela calcula sua cota diária de pro pontos de acordo com seu peso, altura, idade e sexo. Ela vai ser vendida também, não vejo a hora de adquiri-la, pois além da cota diária, vai calcular os pontos dos alimentos industrializados com mais agilidade e pelo que entendi funcionar tipo o jornal pessoal, dizendo quantos pontos você ainda tem no dia.

Estou super empolgada. Seguindo tudo a risca, a média de emagrecimento é de um 1kg por semana. Este é meu mais novo desafio. Vamos lá!

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

2012 chegou!!!

Não posso deixar mais um ano começar sem desejar um feliz 2012 para todos. Fiquei um bom tempo sem escrever, pois ano passado foi super difícil. Tive perdas irreparáveis, doença na família, problemas no trabalho, enfim, nada que me inspirasse e acabei deixando algumas metas de lado, inclusive a de atualizar meu blog. Como toda tempestade passa e faz parte da vida, com as dificuldades a gente só aprende e amadurece. A escolha que eu fiz foi a de me recolher por um tempo.

Agora, começo 2012 com força total, principalmente porque este é o ano do meu casamento. Isso mesmo! Vou me casar este ano e estou super feliz, animada, empolgada e como não poderia deixar de ser muito ansiosa. Dizem que o ano vai voar e logo o casório vai chegar! Então, mãos na massa! Meta número um: emagrecer, a que intitulei Operação Vestido Branco. Quero entrar na igreja mais linda ainda do que sou! (modesta né?). As outras metas tão importantes quanto são: preparar meu casamento e a casa onde vou morar. Vai ser um ano muito frenético mesmo.

Vou escrever sobre casamento, emagrecimento e outras questões de peso!

Desejo a todos um ano de renovação, de muita saúde, paz, trabalho, sucesso e amor!



quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Compulsão Alimentar

Sou uma pessoa compulsiva. Não tenho vergonha em admitir. Meus episódios compulsivos são alimentares. Infelizmente. Passo um período firme na dieta, emagreço e começo a ficar bem feliz comigo. Na primeira frustração que a vida sempre me proporciona, o que é bem comum, viro uma fera, devoro qualquer alimento na minha frente compulsivamente, de preferência os mais calóricos. Gosto de me sentir empanturrada. Na verdade, não é gosto, pois depois me arrependo amargamente. Só não sou bulímica, pois não expurgo a comida ingerida. Mesmo assim, sofro de um distúrbio alimentar.

De acordo com pesquisas que fiz na net em sites médicos, a compulsão alimentar se caracteriza por envolver o consumo de uma grande quantidade de comida, de forma incontrolável e de maneira rápida, até o ponto de sentir-se demasiadamente cheio. O comportamento ocorre no mínimo duas vezes por semana, por um período mínimo de seis meses. Ela produz consequências tanto físicas quanto emocionais. Após um ataque de compulsão são comuns os sentimentos de vergonha, culpa, ansiedade, depressão e auto depreciação.

No meu caso, utilizo a comida como válvula de escape e principal fonte de prazer imediato. Tudo é motivo para comer, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. Para se ter uma ideia emagreci 10 kg na última dieta, em três meses, com dieta hipocalórica. Na minhas férias, fui para um resort all inclusive e engordei nada menos do que 4kg numa semana. Aí não teve jeito, recuperei 9 kg nos dois meses seguintes. Tudo por causa de meus episódios compulsivos.

O tratamento da compulsão alimentar inclui psicoterapia e uso de ansiolíticos e anti-depressivos. Eu já faço terapia regularmente e já usei sertralina e fluoxetina. Começo muito bem, mas me boicoto quando obtenho pequeno sucesso. Na verdade, já cansei desse efeito sanfona, dessa compulsão que não consigo controlar. Tenho uma vantagem: eu nunca desisto de lutar contra a balança, só tenho que ser mais perseverante. Eu entendo todos os fatores que me levam ao descontrole, mas o emocional é muito difícil de se controlar, principalmente quando você não vive num ambiente favorável à mudança de hábitos.

Minha última tentativa é o Vigilantes do Peso. Estou indo bem até agora. Bem focada e decidida. Espero que seja a última tentativa mesmo, espero encontrar o equilíbrio. Tenho fé. Lutar contra a compulsão alimentar é árduo e requer tempo e dedicação. Procuro não me privar de tudo que gosto de comer, essa é a vantagem da dieta do Vigilantes, tudo são pontos! E, por fim, ainda tenho o sonho de postar neste blog que estou curada, linda, leve e magra!

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Mais uma vez: recomeçar!


Uma nova fase se inicia na minha vida. O bom da vida é isso. Sempre é possível recomeçar. Confesso que fracassei totalmente na dieta, os 10 kg que perdi, reencontrei. O círculo vicioso da obesidade me persegue. Enfim, é preciso reconhecer a derrota, rever os erros, e caminhar novamente em busca da vitória. Vou voltar ao método que mais obtive sucesso: o vigilantes do peso. Nutricionista, nutróloga, nada funcionou, mas foi porque minha cabeça estava em outro lugar, e meu foco distante. Sei exatamente os motivos desse desvio de percurso. Ergo a cabeça mais uma vez, respiro fundo e continuo. Compartilho aqui o fracasso porque nem só de vitórias a gente vive.

Força e determinação preciso encontrá-las! Mudar o estilo de vida é muito difícil, mais ainda é dar o primeiro passo. Você que se identifica comigo, não desista! Vou conseguir e com certeza você também!

Sabe aquele velho texto de Drummond? Vamos nos inspirar:

Não importa aonde você parou...

Em que momento da vida você cansou...

O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar".

Recomeçar é dar uma chance a si mesmo...

É renovar as esperanças na vida e o mais importante...

Acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?

Foi aprendizado...

Chorou muito?

Foi limpeza da alma...

Ficou com raiva das pessoas?

Foi para perdoá-las um dia...

Sentiu-se só por diversas vezes?

É porque você fechou as portas até para os anjos...

Acreditou que tudo estava perdido?

Era o início da sua melhora...

Pois é...

Agora é hora de reiniciar...

De pensar na luz...

De encontrar prazer nas coisas mais simples de novo...

Que tal um novo emprego?

Um corte de cabelo arrojado...

Diferente?

Um novo curso...

Ou aquele velho desejo de aprender a pintar...

Desenhar...

Dominar o computador...

Ou qualquer outra coisa...

Olha quanto desafio...

Quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus, o esperando.

Está se sentindo sozinho?

Besteira...

Tem tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento"...

Tem tanta gente esperando apenas um sorriso seu para "chegar" perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza...

Nem nós mesmos nos suportamos...

Ficamos horríveis...

O mal humor vai comendo nosso fígado...

Até a boca fica amarga!

Recomeçar...

Hoje é um bom dia para começar novos desafios.

Onde você quer chegar?

Ir alto...

Sonhe alto...

Queira o melhor do melhor...

Queira coisas boas para a vida...

Pensando assim trazemos para nós aquilo que desejamos...

Se pensamos pequeno...

Coisas pequenas teremos...

Já se desejarmos fortemente o melhor e, principalmente, lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar na nossa vida.

E é o hoje o dia da faxina mental...

Joga fora tudo que te prende ao passado...

Ao mundinho de coisas tristes...

Fotos...

Peças de roupa, papel de bala...

Ingressos de cinema, bilhete de viagens...

E toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados...

Jogue tudo fora...

Mas, principalmente, esvazie seu coração...

Fique pronto para a vida...

Para um novo amor...

Lembre-se: somos apaixonáveis...

Somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes...

Afinal de contas...

Nós somos o "Amor".

"Sou do tamanho daquilo que vejo e não do tamanho da minha altura".

Carlos Drummond de Andrade