quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Mamoplastia Redutora e Amamentação


Neste mês de outubro completa seis anos da minha mamoplastia redutora pela Unimed. Neste período, engordei, emagreci, engordei novamente e meu corpo já mudou muito. Não me arrependo de ter feito a cirurgia, pois meu caso era grave, me trouxe mais qualidade de vida e auto-estima. Minha cicatriz é enorme, clareou, mas ficou bem perceptível. Eu lido bem com isso. O único problema foi os cistos que me causaram, tenho dois enormes, um em cada mama. Eles me incomodam bastante na época da menstruação. Consultei com uma mastologista e o fato era o que eu já esperava: não poderei amamentar. 

A médica me disse que quando engravidar vou ter que fazer uma mamografia para ver se afetou o canal da glândula, dependendo terei que usar sutiãs apertados para não estimular a produção do leite. Como estou me preparando para engravidar, ainda em processo de emagrecimento, não tenho uma data definida, essas questões me passam pela cabeça. Minha mãe não amamentou nem a mim nem a meu irmão, provavelmente, seria igual a ela. Não sei como vou me sentir quando tiver meu neném, mas já venho me preparando psicologicamente, afinal nem toda mulher é igual, né? Umas fazem questão de amamentar, outras não. É muito peculiar. 

Não poder amamentar pode ser com certeza um resultado da mamoplastia redutora, então, antes de optar pela cirurgia é importante pensar por esse lado. Muitos médicos dizem que não, mas cada organismo reage de um jeito, há uma probabilidade disso acontecer.

Quanto aos cistos, o jeito é acompanhar. Morro de tensão!!! Mas, Deus é Pai!
Quando ficar grávida conto para vocês esse processo. 

Nenhum comentário: