quinta-feira, 28 de abril de 2011

Calopsitas mansas: um pet adorável

Ontem, passando pela avenida Abílio Machado, vi um cartaz de procura-se uma calopsita amarela, com anilha rosa e gratifica-se bem. Fiquei com dó do proprietário, pois será muito difícil reencontrar seu adorável pássaro. Se as calopsitas não tiverem suas penas de voo aparadas, elas simplesmente vão ir embora, como qualquer pássaro. Aconteceu com uma amiga e também quase que meu Jimmy Hendrix também se foi, pura sorte meu pai ter corrido para reencontrá-lo. É o instinto do animal.

Muitos donos não tomam os devidos cuidados com suas aves domesticadas, o básico e muito simples é aparar suas penas. Antes, eu não gostava de ter pássaros, pois tenho muita dó deles viverem presos. Ao conhecer a calopsita comecei a pensar na possibilidade de ter uma, pois além de ser um animal criado próprio para o cativeiro e domesticado, elas podem ter mais liberdade e ficar soltas pela casa, se os devidos cuidados forem tomados. Foi assim que me apaixonei pelas minhas aves.

No início, a Brigitte tentava voar e eu ficava super decepcionada. Achava que ela não gostava de seu novo lar. Não é bem assim. Os pássaros são super diferentes, eles têm que ser conquistados. Só se afeiçoam ao dono porque eles mesmo querem e porque o dono precisa se esforçar para isso. Logo, pensei em dar a Brigitte um companheiro, pois as calopsitas vivem em casal e são monogâmicas (interessante né?), aí veio o Jimmy, a calopsita albina muito falante. Os dois encantaram a todos lá em casa.

Brigitte não canta. Só pia. Isso é uma característica das fêmeas, embora alguns criadores afirmam que elas podem cantar. Jimmy aprendeu a cantar rapidinho, e o mais curioso: ele só aprende o que meu tio assobia. No seu repertório estão o hino nacional, parabéns para você, Wish You Were Here do Pink Floyd, além do jingle da Itatiaia, ambulância, alarme, fiu fiu, o assobio próprio do meu tio, entre outros. Sempre é uma festa quando ele começa a assobiar. Não tem quem não se encante.

Criar calopsitas exige dedicação, pois eles além de demandarem atenção, acordam quando o sol nasce e já começam a piar para abir a gaiola. Elas comem o dia todo, gostam de dormir quando o sol se põe, fazem muita sujeira na gaiola, cantam de manhã e à tarde e reclamam se você não apaga a luz no horário de dormir. Os pios podem ser muito alto. É relativamente barato criá-las. Elas são independentes, gostam de carinho somente quando estão preparadas, não é igual um cachorro que qualquer hora abana o rabo.

Minhas calopsitas se deram muito bem com meus goldens. Quando chegaram, a Bella tinha que ser vigiada, pois queria atacá-las. Depois, ela acostumou, mas eles não ficaram amigos, só se toleram. Mas eu tinha que vigiar o tempo todo, pois quando ganhei um leãozinho de pelúcia, deixei-o em cima da cama e ele ficou sem rabo, quase foi inteiramente assassinado. Além disso, os goldens são extremamente dóceis e se adaptam com facilidade.

Eu já sou completamente apaixonada pelos meu pássaros. Bom, eu sou suspeita pois amo todos os animais, então cuido com carinho e dedicação. Tudo bem que cães são nossos melhores amigos, mas uma calopsita é extremamente fiel a você quando você a conquista. Vale a pena criar esses pássaros, mas só se você tiver paciência e gostar de animais. A calopsita não pode ser esquecida e jogada num canto quando perde a graça. Ela exige sua atenção constantemente, senão ela também morre de tristeza.

Ps: se alguém quiser eu tenho um manual da calopsita e posso enviar por email.


9 comentários:

Drica disse...

Que fofos!!
Parece com a minha Flohra...
Amei...
Beijinhos

Anônimo disse...

Que legal Vá!
Muito fofas!
Fiquei curiosa para conhecê-las.
Bjs!

Ivy disse...

Querida, minha sogra tem calopsita....ela amou seu texto, mandei pra ela.
Você pode me enviar o manual?Via email?ivygarci@gmail.com

Beijooo
Ivy

Aninha disse...

Oi Vanessa!
Aqui em casa temos uma calopsita tbm! É o xodó da família!
Se possível, eu gostaria que vc me enviasse essa apostila. Meu email é: anaflvia@gmail.com

Anônimo disse...

Olá querida, adorei seu blog. Gostei de ter lido sobre as calopsitas pois estou louca para ter uma. Se puder me mande o manuel. Eu iria amar saber mais um pouco. Beijos e obrigada!
nicollefusco85@hotmail.com

maria jose disse...

oi gente tbm quero esse manual, tenho um calopsita é o nosso xodó aqui.
zezinha-al@hotmail.com
bjs a todos!!!!!

sanny disse...

Gostaria desse manual... pode me enviar?
sannybarros@globo.com

Anônimo disse...

gostaria do manual..se puder me mandar por favr...eu to com um macho e nao to sabendo lidar com ele..ultimamente ele anda piando mas parecendo um choro sabe..nao sei mais o que fazer..eu li na net que se eu colocar outro ele nao aprende a cantar e nem falar..no seu caso os dois juntos mesmo assim o seu macho aprendeu tdo? pegou ele filhote?
meu email e pamelagarbuio@hotmail.com

Anônimo disse...

Pode me mandar o manual por emai (danibolzan@hotmail.com) estamos pensando em adotar uma estamos estudando sobre a espécie! Um abraço Dani.