quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Fórmula Mágica


Estava navegando na net, como sempre faço e algo me chamou a atenção:


"Veja como pular do manequim 46 para o 38". Fiquei atônita, pensei: obaaa! Uma nova dieta milagrosa!


Quando entrei para verificar a nova fórmula mágica, o conteúdo me deu uma pancada!

Confira você mesmo:


Para quem não foi abençoada pela genética, chegar ao manequim 38 é quase uma tortura, não é mesmo? Pois pare de sofrer. Se você quer vencer essa batalha árdua, fique sabendo que com a união de tratamentos apropriados e eficazes é possível enxugar quatro tamanhos em seu visual e o resultado pode durar para sempre!





Atingir esse objetivo é absolutamente possível! Com a ajuda de uma reeducação alimentar, tratamentos estéticos e cirurgia plástica - quando necessário -, a batalha pode ser vencida. Primeiramente é bom frisar que a transformação não é "the flash". Os especialistas estimam que para uma mulher diminuir quatro números, demora, em média, de seis meses a um ano. "Tudo depende dos tipos de tratamentos que serão associados, do organismo da pessoa e, principalmente, da determinação de cada uma", enfatiza o cirurgião plástico Carlos Fernando Neves, coordenador do Programa de Perda de Peso e Cirurgia Plástica pela Qualidade de Vida da Clínica Evidence (SP).


Uma dieta bem elaborada é o ponto de partida para o processo de emagrecimento. Se aliar a poderosos procedimentos estéticos, melhor ainda. "Os tratamentos ajudam na redução de medidas, motivando a paciente a continuar com seu plano de emagrecimento. Além disso, combatem problemas associados ao sobrepeso, como gordura localizada, celulite e flacidez", explica o cosmiatra Jardis Volpe (SP). Outro parceiro inseparável em casos de emagrecimento severo é a operação. Segundo o cirurgião plástico Ubirajara de Freitas Guazzelli, da Vitalmax (SP), é natural que a mulher que perde muitos quilos apresente um grande excesso de pele, sobretudo nas regiões do abdômen, coxas e braços e, nesses casos, somente a plástica pode resolver.


Para manter esse resultado a vida toda, o essencial é ter em mente que a luta será eterna. O peso deve ficar estável e a prática de exercícios físicos ser constante.

Fonte: site do Terra


Viu, só?


O jeito é acreditar que não existe uma fórmula mágica e sim métodos caros e rigorosos para que isso aconteça.


Então, vou tentando vencer essa batalha com a minha reeducação alimentar, caminhada e doses de auto-estima. Mas, de vez em quando uma fugidinha para comemorar, sem exageros!


Tudo bem que no post anterior tive uma recaída. Coisa passageira!





2 comentários:

Alexandre disse...

Valeu pela visita ao meu blog. Beijos!

Edilene disse...

Esse tipo de remedio... redução, na minha opinião é um perigo.
Conheço pessoas que ficaram depressiva depois de reduzirem o estomago. Pq o Corpo estava magro , mais a cebeça era de gordo ainda e a pessoa ficava mal, pq queria comer o tanto que ela estava acostumada e não conseguia.
Se ela tivesse feito uma reducação antes, o cerebro dela ia estar acostumado com pequenas quantidades de comida.
E esses remedios viciam, eu ja tomei, na epoca que vc toma é uma maravilha, mas depois vc engorda dinovo.
O bom mesmo é fechar a boca, fiz uma coisa por mim mesmo.
Agora eu como em pratinhos de sobremesa, rsrsrsrsrs. E não é que as pessoas falaram que eu emagreci.
No começo era horrivel, mas agora ate acostumei ja, ate estranho comer em prato normal.
E comendo assim a gente acaba comendo so um pouco pq não cabe muito.
Essa é minha dica...ridicula ne, eu sei...rsrsrsrsrsrs..