quarta-feira, 22 de abril de 2009

Um aniversário diferente



Somente o amor permanece...

Este ano queria um aniversário diferente ao lado da minha família. Depois da tragédia que enfrentamos, não queria ficar triste no dia do meu niver ao lembrar que de todas as visitas recebidas no dia ainda faltaria minha vó e minha madrinha. Aproveitando a ocasião do feriado, ganhei de presente uma viagem com a família. Não existiu presente melhor. Foi o momento em que estávamos juntos, divertindo, unidos e espairecendo um pouco no processo de superação da dor. Foi tudo perfeito. Não tem dinheiro que pague os momentos em família, a intimidade construída, os laços fortes. É claro, tudo me lembrava as duas, mas podia saber que naquele momento estava bem, estava segura, vivendo o presente, aproveitando a vida com quem mais amo nesse mundo. Falo isso, porque hoje em dia é difícil conciliar uma viagem em família, muitas vezes, a agenda de cada um não é a mesma, e acaba sobrando ou faltando um.

Pude olhar para o céu várias vezes e agradecer por tudo. Ser grata é o grande desafio de um coração quebrantado. Por mais que estejamos agradecidos, sempre queremos mais. Ali, eu não me senti assim. Senti que tudo estava completo, minha família é o meu tesouro, estava realmente agradecida. Senti também que a vida está endireitando novamente, os momentos ruins nos fazem crescer. Pela dor, somos lapidados a força, remodelados e ficamos mais fortes para seguir adiante.

Ao completar mais um ano de vida, gosto sempre de fazer um balanço de tudo que aprendi, conquistei, mudei. Ano passado, foi um ano pesado, difícil, de luta, de sofrimento e de muita dor. Fazer 25 anos foi duro, mas também me trouxe profundas transformações. Senti na pele o quanto a vida é rara, o quanto só o presente nos importa, porque se vivermos bem agora, já estamos construindo o futuro, o quanto a família e os amigos são importantes em todos os pequenos detalhes vividos, e o quanto sou forte e guerreira. Foi isso que descobri em mais um ano celebrado. Com as palavras não consigo detalhar nem metade do que senti, porque foi muito intenso, mas consigo simplesmente escrever que sobrevivi, e isso é tudo. Obrigada, Jesus!

2 comentários:

Renata Bartel disse...

Parabéns querida!
Não só pelo aniversário, mas pela força, coragem e motivação que sempre transmite.

Que os próximos anos sejam mais leves, mais alegres e cheios de vida e saúde!

Não te conheço, mas desejo tudo isso de coração!

Sou apaixonada por esses cachorros da foto ao lado......e essa sua foto com um deles ficou linda demais! Um dia vou ter um desses.....é meu sonho de consumo!!! Mas como moro num apartamento pequeno e passo o dia todo fora, ainda não posso ter.

Bom, é isso! Fique com Deus sempre!
Abçs,
Renata

Myrtis disse...

Parabéns querida....Muitas Felicidades....Apesar da Trajédia, saiba que Deus estara sempre do seu lado!! Bjim