quarta-feira, 25 de novembro de 2009

O HOMEM QUE EU AMO

Essa semana o Vitor me enviou esse texto que escrevi para ele no ano de 2005. Nessa época ainda estava na facul e completávamos seis anos de namoro. Achei bem engraçado o texto, apesar de não ser, pois, afinal, recordar é viver. É bom também lembrar que os sonhos ainda continuam os mesmos.

Deus me fez assim: moleca, meiga, tímida, brava, inteligente e feliz. Bom, isso é só um pouquinho do que eu sou, com toda “humildade” desse mundo, se comparado ao tamanho da imensidão dos meus sentimentos e do meu coração. Como toda garota, quer dizer, agora mulher, eu sonhava em ter um amor. Nunca imaginei que ele chegaria tão cedo, sem esperar, como de brincadeira, com quinze anos, um garoto me fez pensar. Naquela época, tudo era festa, tudo era sem compromisso, menina-mulher, quase uma criança, entrei na dança e acabei por me apaixonar. Pensava que em três anos tudo já teria passado. Olha que três é um bom tempo para quem tem apenas cinco vezes o três.

Mas, não foi o que eu imaginava, o mundo deu voltas e o meu coração continuou estável, só o amor nasceu! Agora, já são seis e quero que se multiplique por mais vinte e três!

Chega de matemática, porque para quem eu escrevo não é muito chegado no assunto. Nesse tempo todo, nunca parei para pensar como deveria ser o homem que eu amo. Porque o homem que eu queria já estava do meu lado. Perfeito ele não é, mas é perfeito para mim, não é que eu o ache perfeito, mas encaixou direitinho aqui dentro do peito.

O homem que eu amo me liga todo dia de manhã cedo, e sem querer eu já acordo pensando nele. Ele me fala qualquer coisa, mas o importante é ouvir a voz dele e ficar tranqüila. Se ele diz que me ama, então, melhor ainda!

O homem que eu amo tem o sonho de ser pai, quer ser um pai-herói, quer casar comigo, quer ser bem sucedido, quer ser feliz! O homem que eu amo é um homem de Deus, é amável, amigo, companheiro, atrapalhado num tanto, que me faz rir. É alegre, expansivo, mas ao mesmo tempo um pouco tímido, é honesto, tem bom caráter e um grande coração. Ele abraça o mundo com suas próprias mãos quando quer alguma coisa, não perde tempo para ajudar um amigo e me leva nas nuvens quando preciso de um empurrão. Ele quer lutar para realizar seus sonhos, quer lutar para seguir um bom caminho e lutar para que um dia seu filho seja melhor que o pai.

Gosta de muitas músicas, come de tudo, adora me namorar, malhar e ficar numa boa! O homem que eu amo é uma criança quando ri, um garoto quando se enraivece e um homem quando chora. É o meu desejo, minha alucinação, meu desatino, minha maior paixão. É quem me inspira, me protege e me carrega no colo! É quem me tem, me ama e me quer. É quem eu preciso do meu lado pro resto da minha vida!

Tanto amor, tanta paixão! De tudo o que Deus me deu o que hoje vejo é só com os olhos do coração!

VANESSA TROTTA 19/08/2005

Ps. Não sei porque falei que ele é um pouco tímido, talvez tenha perdido a timidez com o tempo, porque ôh Vitor cara-de-pau sô!! hahahahahahahaha

3 comentários:

Lê disse...

Oi Vá!

Que linda declaração de amor!
E um privilégio mesmo encontrar a pessoa certa.

Tenho 2 anos de casada e todo dia que olho pro Lu penso: obrigada Senhor.

Desejo tudo de bom pra vocês!

Bjoca!

Aninha disse...

Que texto lindo Vanessa!

Vitor disse...

Nossa amor ,te amo muito e sempre !!!!