domingo, 9 de março de 2008

Pense muito antes de ter um cão


Muitas famílias decidem comprar um cãozinho a fim de aumentar os membros e trazer alegria para o lar. Mas, muitas também não pensam nas conseqüências em criar o animal.

Semanas atrás, estava tentando arrumar um dono para um golden retriever, raça do meu coração, que estava sofrendo de falta de espaço e carência de brincadeiras porque sua dona atual não estava dispondo de tempo e espaço suficientes. A tarefa não foi nada fácil, porque as pessoas até se interessavam, porém, quando compartilhava dos artifícios para criar a raça, mudavam os ânimos.

Todo filhote é encantador, ainda mais de golden retriever, portanto, além de benefícios, ele trará despesas e carecerá de cuidados indispensáveis para ter uma vida digna e feliz como animal.

Pensando nisso, faço um apelo às pessoas que desejam ter um cãozinho, para analisarem com carinho antes de tomar a decisão final.

Cada raça tem um perfil e temperamento diferentes. Como o golden é a minha preferida dou motivos para você não ter um golden retriever: indico acessar o site do Canil Peter White e ler as 13 razões para isso.

Lembre-se:
Cães geram despesas. Se você não quer gastar, não compre um cão.
As despesas são muitas. Conforme a raça, podem chegar até a 1 salário mínimo (sem exageros). Tudo isso com: vacinas, carrapaticidas, ração de qualidade (super premium), vermífugo, banho, tosa, proteção contra leishmaniose, visitas regulares ao veterinário, brinquedinhos e petiscos para ajudar na educação do seu cãozinho.

Além disso, seu cão vai necessitar de passear (praticamente todos os dias), de tempo disponível para brincadeiras e até mesmo adestramento. Limpar as necessidades também é um ponto desagradável para quem não gosta de animais.

Então, se você não tem essa disponibilidade, desista! Ou o seu cãozinho será mais um animal infeliz nesse mundo. E eles não merecem isso, pois quando amados e cuidados de verdade, nos proporcionam momentos inesquecíveis e se tornam verdadeiros membros da família!

Minha casa já não é a mesma depois do Bono e da Bella. Eles são meus lindinhos, mas não são humanos, são bichos, por isso têm seus lugares definidos aqui em casa. Para serem felizes, os animais precisam ser tratados como tais e não humanizados como muitas famílias fazem!