quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Felicidade simples


“Não tenho tempo algum, porque ser feliz me consome”. Adélia Prado

Não seria justa se somente os meus desabafos nos dias tristes fossem marcados no meu blog. É preciso também exaltar a felicidade quando ela bate a porta e a deixo entrar. Descubro aos poucos que para ser feliz não é preciso muito, mas é preciso um grande coração que reconheça o quanto isso é fácil. Sou alegre e também sou triste, mas posso ser mais alegre reconhecendo as coisas simples da vida e assim os momentos de alegria vão se transformando em felicidade plena. Não é possível ser feliz o tempo todo, mas é possível ter um espírito feliz.

Quando paro e penso na minha vida, respiro aliviada porque sei que amanhã será um novo dia. E assim é a felicidade. Encontrei o amor, em Cristo, na família, nos amigos, na minha cara metade. E isso é essencial para ser feliz. Dificuldades sempre terei, os bens materiais não vão comigo pra vida eterna, mas se observar as coisa simples da vida encontro o verdadeiro tesouro.
Hoje, acordei com o sol batendo em meu rosto, então, tive a certeza de um dia lindo, meus cachorros me cumprimentaram em festa, tomei um banho morno para ir trabalhar, não houve acidentes de trânsito no caminho, escutei aquela música animada no carro, meus colegas me receberam com um bom dia, meu amor me ligou só para desejar um dia maravilhoso e agora tenho um tempo para escrever durante o trabalho o quanto esses detalhes são preciosos e contribuem para um dia tranquilo. Os problemas vão aparecer com certeza, porém, eu comecei bem e serei mais forte para enfrentá-los. Sei que ainda vou fazer meu almoço, vou me exercitar, vou estudar, vou cantar no coral, vou ver meus familiares, trocar email com os amigos, receber mais telefonemas do meu amor, mimar meus cachorros, ouvir casos dos meus avós. Ah quantas coisas farei que são rotineiras! Mas, se não parar para pensar, elas se vão rapidamente e serão tão ínfimas nos meus momentos que irão se perder. Então, eu paro e penso mais uma vez que elas me fazem completamente feliz e me tornam quem eu sou.

O toque mais importante na hora de deixar a felicidade entrar é o divino. Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, e como realmente andei, não temerei mal algum... Deus é o meu consolo, o meu Deus em quem eu confio. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã. Ah que bom acreditar nisso! Que bom que a felicidade é plena em Cristo!

6 comentários:

Lê disse...

Que lindo Vá!
Emocionei-me!

Bjs!

Vitor disse...

Foi com lagrimas nos olhos que eu lí este maravilhoso texto,
Vanessa, o quanto eu te amo só Deus pode dizer, de tão grande e imensuravel é o meu amor por você !!!
Vitor Batista.

Lê disse...

Eita... que declaração de amor, hein!!!

VOU SER MADRINHA!!!

Vitor disse...

Vai mesmo lê Você e o Lú...

TÂNIA disse...

Vá linda e querida,

que Deus abençoe sempre vc e os seus... que bom vê-la assim. Também fiquei emocionada, mais uma vez, com suas palavras sobre a vida e o que apredemos com ela a cada dia.

Te adoro mto.

bjo, com carinho.

Anônimo disse...

É assim que eu gosto: feliz, positiva, i l u m i n a d a...Brilhe, minha estrela, mostre sempre o seu valor (e como você "vale a pena").Eu te amo demais e sou feliz por ter você, viver as nossas vidas na cumplicidade, amizade, amor, carinho, felicidade...apoio nos momentos que,às vezes, não se fazem muito fáceis: é a certeza de tê-la comigo que me faz caminhar, seguir adiante, lutar.Somos felizes, sim: somos nossa família, nossos laços...somos muito, muito amigas...Este é o meu tesouro...Obrigada por tudo.
Beijo
Cláudia - mamãe