quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Falando de outro tipo de paixão


Sou apaixonada pelas pessoas que me cercam. Verdade. Outro dia estava pensando no quanto admiro quem faz parte da minha vida. Aprendi a me apegar facilmente em quem distribui doçura, simpatia, amizade. Já escutei de algumas pessoas que nessa vida ninguém é amigo. Olha, eu não aguentaria se isso fosse verdade. Ninguém consegue dar 100% de si mesmo todos os dias, nos relacionamentos, muito menos ser inteiramente fiel a você. Até porque amigo fiel eu só conheço um e seu nome é Jesus. Portanto, essa é a graça da amizade, estamos sempre dispostos a perdoar, mesmo se levar algum tempo, mesmo se a confiança for colocada à prova. Se existe amizade, o amor irá perdurar.

Quantas vezes já me decepcionei com os amigos e quantas vezes foi gostoso dar aquele abraço e dizer está tudo bem, quantas vezes já pedi desculpas, quantas vezes já desculpei. Pra falar a verdade, os amigos que já me decepcionaram são mais amigos agora. Os relacionamentos são construídos ao longo da vida e exigem a confiança, o dar e o receber. Nem sempre é possível voltar a ser a mesma coisa, se um amigo o machuca demais. Mesmo assim, conseguimos arriscar novos compromissos, novas amizades. O ser humano é desse jeito, amando demais ou amando de menos, os erros e acertos sempre vão estar intrínsecos às nossas vidas em qualquer relação.
Hoje estou apaixonada por uma nova amiga, ela tem idade para ser minha avó. Adotou-me completamente e me ama de graça. Quanto carinho encontrei. Amanhã estarei apaixonada por uma amiga antiga, pela minha mãe, pelo meu amor, ou por quem com certeza me retribui de alguma forma. A paixão é sentimento efêmero, mas alimenta nossa alma deixando o dia e as pessoas mais bonitas. Ao contrário do que se pensa, minha paixão não é pela carne é somente pelo ser. Estou apaixonada simplesmente porque amo e encontro em cada pessoa sua mais bela essência. Nascemos para amar, vivemos para amar, só nos falta convidar o amor para entrar.

2 comentários:

PRISCILA disse...

Menina que texto lindo de se ler!
Tenho estas mesmas impressões sobre o amor para com as pessoas que fazem parte de nossas vidas.
Realmente às vezes nos decepcionamos, mas amar é um risco que vale a pena correr.


Priscila
Feira de Santana - BA

P.S. De vez em qdo venho aqui em seu blog, cheguei aqui através do blog da Iana, desculpa a invasão...rs

Lê disse...

Oi Vá!

Lindo mesmo o seu texto! Inspirada menina!

Eu concordo com vc. Somos todos falhos e temos de ser mais tolerantes com o próximo. Derramar amor...

Este amor de amigo faz muuuuita falta! Ele é essencial na vida da gente.

Veja que Jesus não se casou, mas teve uma vida rodeada de muitos amigos.

Bjs!